Uma Viagem pelo Brasil na Web

Brasil, 24 de Março de 2017

Bandeira do Brasil
Bandeira do Brasil

» Home
  :: Bandeiras
  :: Clima
  :: Culinária
  :: Cultura
  :: Curiosidades
  :: Dados Gerais
  :: Datas Comemorativas
  :: Divisão Política
  :: Economia
  :: Embaixadas
  :: Fauna
  :: Folclore
  :: Hidrografia
  :: Hino
  :: História
  :: Infra-Estrutura
  :: Litoral
  :: Parques
  :: População
  :: Relevo
  :: Reservas
  :: Tipos Populares
  :: Trajes Típicos
  :: Vegetação
  :: Sites Governamentais

 
» Regiões
» Estados
» Capitais
» Municípios


Brasil (BR)

Tipos Populares

Características:

Vendedores Ambulantes:
Tipos folclóricos das ruas de Recife, são famosos nos cais, equilibrando suas mercadorias na cabeça ou numa vara apoiada nos ombros. Costumam usar, dentro do chapéu, panos ou algodão para acomodar melhor o objeto carregado.

Apanhador de Coco:
Tipo característico do Nordeste, é um jovem que precisa subir em altos coqueiros, com peia ( tamanca e correia) ou no braço, carregando um facão afiado ou uma pequena foice.

Baiana:
Descendentes de africanos, usam saias amplas com muitas anáguas rendadas e engomadas, bata de rendas solta, pano nas costas, como um xale, sobre o ombro, turbante, chinelas ou sapatos de salto baixo e muitos enfeites como: pulseiras, brincos de ouro, prata, coral. É muito encontrada em Salvador vendendo quitutes.

Barqueiros do São Francisco:
Navegam pelo São Francisco em canoas taparicas ( feitas de uma peça), barcos, botes de pesca, chatas (barcos com dois mastros), canoas de tolda ou barco de toldo. Percorrem as cidades ribeirinhas vendendo produtos em feiras.

Beato Nordestino:
Fruto da desgraça da seca, chega nas cidades nesta época para confortar a população. Vestem-se com roupas esfarrapadas e alpargatas sertanejas, possuem cabelos e barbas longas e às vezes carregam uma cruz, ou trazem um carneirinho, imitando São João Batista. Os mais famosos deles foram Antonio Conselheiro e o beato Lourenço.

Cangaceiro:
Tipo característico do Nordeste, é um criminoso errante, isolado ou em grupo, que vive de assaltos e saques. Carregava sempre sua espingarda atravessada nos ombros, como um boi debaixo da canga. Também trazia a tiracolo ou dependurada no cinturão armas suplementares, como longos punhais e cartucheiras de pele ou de couro. O mais famoso deles foi Virgolino Ferreira da Silva, o Lampião.

Colhedor de Babaçu:
Característico do Maranhão, colhe os coquilhos do babaçu e os carrega num cesto ou caçuá, despeja-os no chão e à sombra das palmeiras, começa o trabalho. Quebra com um pau a noz e retira as amêndoas. Geralmente o trabalho é feito pelas mulheres, enquanto os maridos cuidam do arrozal.

Jangadeiros:
Característicos de Alagoas, Pernambuco, Paraíba, Rio Grande do Norte e Ceará, saem pelo mar, ainda de madrugada, nas tradicionais jangadas de pau piúba, em busca da pesca.

Mulher Rendeira:
Característica de Santa Catarina e Ceará, graças a maior concentração de açorianos, faz os mais variados trabalhos em renda trabalhando com a linha enrolada em pequenos bilros de madeira.

Vaqueiro do Nordeste:
Vestido com roupa feita com o couro do boi, entram pela caatinga orientando o gado. Usam paletó de couro enfeitado com pespontos e fechado com cordões de couro, duas pernas de calças soltas (perneiras), luvas cobrindo as costas das mãos, alpargatas e chapéu.

Apanhador de Castanhas:
Característico do Baixo Amazonas, no Estado do Pará, não sobe na árvore, cata os frutos maduros que caem da árvore.

Arpoador de Jacaré:
Característico das regiões Norte e Centro-Oeste, são caboclos com prática de lançar o arpão, que são contratados pelos fazendeiros para matarem os jacarés que atacam seu gado.

Boiadeiro de Roraima:
Geralmente descendentes de índios que se miscigenaram com os brancos, usam camisa simples, calça comum, às vezes, perneira curta de pele de veado, chapéu de palha de palmeira e um laço de dez ou doze braças de couro cru .

Garimpeiro:
Tipo característico das regiões Norte, Centro-Oeste e Sudeste, extraem pedras preciosas e ouro, nos terrenos de aluvião. Usam batéias, pás, bicames (calhas de madeira), peneiras, canoas pequenas e agitadores.

Seringueiro:
Característico das regiões Norte e Centro-Oeste, retira o látex da seringueira. Vive em completa harmonia com a Floresta. O mais famoso deles foi Chico Mendes, líder seringueiro assassinado.

Vaqueiro de Marajó:
Os vaqueiros são caboclos, mestiços de índios e brancos e usam chapéu de palha redondo de abas largas e copa forrada com folhas para se proteger do sol e da chuva, camisa e calças próprias para o clima quente, sendo que a camisa que mostra a classe do vaqueiro. Orientam o gado bubalino.

Gaúcho:
Nome dado aos vaqueiros dos pampas da Argentina, do Uruguai e do Brasil, em sua grande maioria, mestiços (população de origem indígena e européia, principalmente espanhóis) e nômades. Caracteriza-se pelo uso das bombachas, camisa de pano, colete, a blusa campeira ou o casaco, lenço do pescoço atado por um nó de oito maneiras diferentes e nas cores branco e vermelho são as mais tradicionais, chapéu de copa baixa e abas largas, esporas chilenas e poncho ou capa campeira. A prenda (figura feminina) usa vestido de uma peça, com barra da saia no peito do pé enfeitado com passa-fitas, apliques, babados e rendas; de tecido estampado ou liso, sem decote; mangas até os cotovelos, três quartos ou até os pulsos; meias longas brancas ou coloridas, não transparentes; sapato com salto 5 que abotoe do lado de fora; cabelo solto ou em trança, com flores ou fitas.


® Copyright 2000-2017 - Brasil Channel - todos os direitos reservados por lei,  proibida a reprodução total ou parcial deste site.
LEI Nº 9.610/98 - DIREITOS AUTORAIS, LEI Nº 9.609/98 PROTEÇÃO DA PROPRIEDADE INTELECTUAL e LEI No 10.695 - Código de Processo Penal