Uma Viagem pelo Brasil na Web

Brasil, 26 de Abril de 2017

Bandeira do Brasil
Bandeira do Brasil

» Home
  :: Bandeiras
  :: Clima
  :: Culinária
  :: Cultura
  :: Curiosidades
  :: Dados Gerais
  :: Datas Comemorativas
  :: Divisão Política
  :: Economia
  :: Embaixadas
  :: Fauna
  :: Folclore
  :: Hidrografia
  :: Hino
  :: História
  :: Infra-Estrutura
  :: Litoral
  :: Parques
  :: População
  :: Relevo
  :: Reservas
  :: Tipos Populares
  :: Trajes Típicos
  :: Vegetação
  :: Sites Governamentais

 
» Regiões
» Estados
» Capitais
» Municípios


Brasil (BR)

Vegetação
Floresta Amazônica | Vegetação Litorânea | Caatinga | Cerrado | Pantanal | Matas | Campos Gerais

Características:

A diversidade da vegetação brasileira está associada a diferentes tipos de solos, relevos e climas. A vegetação nativa sofreu grandes mudanças para a instalação de atividades produtivas. 67,1% do território brasileiro ainda são recobertos por vegetação primitiva. A vegetação brasileira pode ser dividida em: Floresta Amazônica, Mata Atlântica (florestas costeiras), Matas de Araucária, Matas de Cocais, Cerrado, Pantanal, Caatinga, Campos, Restingas e Mangues.
Para preservar alguns ecossistemas importantes, o Governo Federal criou as áreas de conservação. Neste sentido foram criados os Parques Nacionais e as Reservas Biológicas e Ecológicas.

Floresta Amazônica:

Corresponde a quase 40% do Território Nacional. Possui três tipos de vegetação, classificadas segundo a proximidade em relação aos rios. São elas:

  • Mata de Igapó - Espécie de floresta submersa, localizada no terreno mais baixo, permanentemente alagado pelos rios. A Vitória-Régia é uma espécie de símbolo dessa formação vegetal.

  • Mata de Várzea - Mata de inundação temporária, onde se encontram a seringueira, muitas palmeiras, o jatobá e a maçaranduba.

  • Mata de Terra Firme - Não são inundadas pelas cheias dos rios e ocupam a maior parte da região. Suas árvores chegam a 65 m de altura e suas copas são capazes de reter até 95% da luz solar, como a castanha-do-pará, o caucho e o guaraná.

Vegetação Litorânea:

  • Mangues Litorâneos - Aparece onde os solos são alagados pelas marés. Caracteriza-se pela exposição de suas raízes quando a maré baixa. Ricos em material orgânico, fornecem abrigo e alimento a muitas espécies marinhas.

  • Restingas - Vegetação típica de terrenos arenosos e salinos do litoral, formada por plantas herbáceas e arbustivas.

Caatinga:

Ocupa as terras secas do Nordeste. Sua tonalidade é esbranquiçada devido a falta de umidade do solo, seus troncos tortuosos, recobertos por cortiça e espinhos e algumas perdem suas folhas. O solo, no entanto, é fértil. A caatinga é rica em espécies frutíferas. Muitas plantas produzem fibras, ceras e óleo vegetais.

Cerrado:

É a formação vegetal típica do Brasil Central. Apresenta áreas de campo limpo, com gramíneas, até o cerradão, área com formações florestais. A vegetação característica é a de árvores pequenas, de troncos e galhos retorcidos, folhas grandes e grossas e casca espessa.

Pantanal:

Abrange uma área de 150 mil km² que se estende do sudoeste do Mato Grosso e oeste do Mato Grosso do Sul até o Paraguai. Combinação entre floresta, cerrado e vegetação de alagadiços, normalmente aparecem cobertas por gramíneas, favorecendo à criação de gado. Suas árvores mais importantes são: paratudo, palmeira carandá e buriti.

Matas:

  • Mata Atlântica - Na Bahia, Minas Gerais, São Paulo, Paraná e Santa Catarina. É a vegetação característica das áreas mais povoadas, por isso encontra-se bastante devastada, restando hoje menos de 8% da cobertura original, concentrados principalmente na Região Sudeste. São matas fechadas, com árvores altas. As espécies mais comuns são: ipês, quaresmeiras, cedros, palmiteiro, canelas, imbaúba, guapuruvu.

  • Mata de Araucária - Característica da zonas mais frias, terras altas e serras da Região Sul e do Estado de São Paulo, recebeu esse nome porque a Araucária, um tipo de pinho brasileiro, é sua árvore mais importante e mais freqüente. As florestas são mais abertas e se fruto, o pinhão, é muito apreciado. Podem alcançar mais de 30 m de altura. Praticamente desapareceram pela exploração de sua madeira como material de construção e matéria-prima para indústrias de celulose e papel.

  • Matas de Cocais - Localizadas numa zona de transição entre a Floresta Amazônica e as caatingas. São ricas em espécies de palmeiras, como o babaçu, utilizados na produção de óleo e a carnaúba, de onde se produzem ceras e tecidos.

Campos Gerais:

Característica principal do Rio Grande do Sul, onde é chamado de Campanha Gaúcha, é formada por gramíneas e cortados apenas pelas matas de galeria que acompanham os rios. É pastagem de primeira qualidade para a pecuária.


® Copyright 2000-2017 - Brasil Channel - todos os direitos reservados por lei,  proibida a reprodução total ou parcial deste site.
LEI Nº 9.610/98 - DIREITOS AUTORAIS, LEI Nº 9.609/98 PROTEÇÃO DA PROPRIEDADE INTELECTUAL e LEI No 10.695 - Código de Processo Penal