Uma Viagem pelo Brasil na Web

Brasil, 18 de Setembro de 2020

Bandeira de Santa Catarina
Bandeira de Santa Catarina

» Home
» Brasil
» Regiões
» Estados
  :: Florianópolis
    .: Arquitetura
    .: Como Chegar
    .: Cultura
    .: Dados Gerais
    .: Distritos Turisticos
    .: Eventos
    .: Hidrografia
    .: História
    .: Infra-Estrutura
    .: Litoral
    .: Parques
    .: Relevo
    .: Sites Municipais
    .: Álbum de Fotos

 
» Municípios


Florianópolis - SC

Arquitetura
Fortes  | Palácios | Construções | Templos

Fortes:

Forte Sant'Ana:
Construção de 1761, em alvenaria de pedra, situado na parte da Ilha mais próxima do Continente, sob a Ponte Hercílio Luz, é uma das fortalezas mais bem conservadas. Conta com 10 canhões, sendo um dos fortes menos armados. Abriga o Museu de Armas Major Lara Ribas, da Polícia Militar de Santa Catarina.
Localização: Av. Rubens de Arruda Ramos, s/nº - Tel: 229-6263.
Funcionamento: Diariamente de 8:00h às 12:00h e de 14:00h às 18:00h.

Forte de São José da Ponta Grossa:
Construção de 1740, com platôs interligados por rampas e cercados por muralhas de pedras, possuindo 16 canhões. Situado no alto do Morro da Ponta Grossa, era a 3ª ponta do triângulo de defesa formado pelas Fortalezas de Santa Cruz de Anhatomirim e Santo Antônio de Ratones que protegiam a Barra Norte da Ilha de Santa Catarina. Serviu como hospital de soldados brasileiros feridos e presídios para paraguaios durante a Guerra do Paraguai. Em 1938 foi tombado pelo Serviço do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (SPHAN). Em 1977, foi restaurado e em 1987, cadastrado como sítio arqueológico. Abriga oficina de rendas de bilro. 
Localização: Entre as Praias de Daniela e Jurerê, ao norte da Ilha de Santa Catarina, a aproximadamente 25 km do Centro, Distrito de Canasvieira.

Forte de Santo Antônio de Ratones:
Construção de 1740, com 13 canhões, possui uma ponte elevadiça e um  fosso que o cerca, semelhante a um castelo medieval. Não foi utilizada do ponto de vista bélico, sendo  desativado no séc. XIX e convertido em hospital para tratamento da cólera e hanseníase até o início do séc. XX. Em 1938 foi tombado como Monumento Histórico e Artístico Nacional, ficando em ruínas até 1990, quando se iniciou sua restauração. Foi o que menos sofreu modificações em suas características originais e o que menos deixou registros de sua história. 
Localização: Ilha Ratones Grande, na entrada da Baía Norte, em frente à Ponta de Sambaqui, Distrito de Ratones.

Forte de Nossa Senhora da Conceição:
Construção de 1742, é o menos conservado. O mar revolto dificulta o acesso. A fortaleza integra o Parque da Serra do Tabuleiro. 
Localização: Ilhota de Araçatuba, em frente à Praia de Naufragados, Distrito de Pântano do Sul.

Palácios:

Palácio Cruz e Souza / Palácio Rosado:
Construção do séc. XVIII, em estilo eclético, foi residência dos Governadores coloniais, dos Presidentes da Província e dos Governadores republicanos, uma das primeiras construções realizadas para o poder público. Abriga esculturas em sua fachada, destacando-se a estátua de Anfitrite, deusa do mar e a estátua de Santa Catarina, padroeira do Estado. Seu interior é todo revestido de mármore e decorado com móveis dos séculos XVIII e XIX. Seu nome é uma homenagem ao poeta catarinense. Em 1896 foi reformado, adquirindo o aspecto que hoje apresenta, com mudanças em suas  características originais. Em 1979 deixou de ser a sede efetiva do Poder Executivo passando a ter função sócio-cultural, abrigando o Museu Histórico de Santa Catarina.
Localização: Praça XV de Novembro, 227, Centro - Tel: 221-3504.
Funcionamento: 3ª a 6ª feira de 10:00h às 19:00h, sábado de 13:00h às 19:00h e domingo de 13:00h às 19:00h.

Construções:

Teatro Álvaro de Carvalho:
Construção de 1857, inaugurado oficialmente em 1875 com o nome de Teatro Santa Isabel, mantendo este nome até 1894, quando mudou para o atual,  homenageando ao primeiro dramaturgo catarinense. Durante sua existência foi salão de baile, Assembléia Legislativa Paralela, sala de conferências, cinema e alojamento para prisioneiros da Revolução Federalista. Na virada do século foi realizada a primeira grande reforma e em 1955 sofreu uma reforma radical conservando apenas 4 paredes do prédio antigo. A partir de 1982 passou a abrigar o Centro Integrado de Cultura e atualmente é palco do Festival Nacional de Teatro Isnard de Azevedo.
Localização: Praça Pereira Oliveira, 26 - Tel: 224-3422.

Casa de Victor Meirelles:
Local onde nasceu o artista brasileiro, é uma das mais antigas edificações ainda preservadas. De estilo tipicamente luso-brasileiro do final do século XVIII, início do século XIX, é uma pequena casa caiada de branco, com dois andares, sendo que o 1º destinava-se ao comércio, armazém pertencente ao pai do artista, e o 2º à moradia, característica da arquitetura comercial do século XIX. Tombada e restaurada pelo Patrimônio Histórico em 1950, desde 1952 abriga o  Museu Victor Meirelles. 
Localização: Rua Victor Meirelles, 59 - Tel: 222-0692. 
Funcionamento: 3ª a 6ª feira de 13:00h às 18:00h.

Mercado Público:
Construção de 1898, em estilo colonial, possui 144 boxes comercializando peixes, carnes, artesanato, roupas e calçados. Possui bares, e aos sábados o Pátio Central vira uma quadra de samba.
Localização: Rua Conselheiro Mafra, 255 - Tel: 251-6197 (Administração).

Prédio da Antiga Alfândega:
Construção de 1875, em estilo neoclássico, abriga a Casa da Alfândega e a Associação Catarinense de Artistas Plásticos. É constituído de três corpos - o central, com sobrado, e dois armazéns laterais, com telhados independentes. 
Localização: Rua Conselheiro Mafra, 141,  Centro, próximo ao Mercado Público - Tel: 224-6082.

Ponte Hercílio Luz:
Construção de 1926, é uma ponte pênsil com 819 m de comprimento, duas torres com 75 m de altura e um vão central com 43 m, uma das maiores do Mundo. Era a única ligação entre a Ilha e o Continente. Foi fechada em 1982, por medida de segurança e atualmente encontra-se interditada. À noite fica toda iluminada. É tombada como Patrimônio Histórico e Artístico.

Casa do Retiro dos Jesuítas:
Erguida no topo do Morro da Pedras, oferece vista panorâmica da Praia da Armação e da Lagoa do Peri. 
Localização: Distrito de Campeche.

Templos:

Igreja de São Francisco da Ordem Terceira:
Construção de 1803 a 1815. Abriga telas de Victor Meirelles. 
Localização: Rua Deodoro.

Igreja de Nossa Senhora do Rosário e São Benedito dos Homens Pretos:
Construção de 1780 a 1825. 
Localização: Rua Marechal Guilherme, 60.

Capela Santa Cruz do Cacupé:

Igreja de Santana:
Construída pela Companhia de Pesca Armação. Nela os baleeiros se confessavam e assistiam à missa antes de embarcar.

Catedral Metropolitana:
Construção de 1773, no mesmo local onde Dias Velho ergueu a primeira Capela da Cidade. Apresenta-se com uma mistura de vários estilos. Abriga a escultura Fuga para o Egito, que mostra a fuga da Sagrada Família em tamanho natural, esculpida em madeira. À noite, seus contornos se iluminam oferecendo uma bela visão.   
Localização: Praça XV de Novembro.

Igreja de Nossa Senhora da Lapa do Ribeirão:
Construção de 1763 e sagrada em 1806, conserva algumas de suas características originais. No teto da nave apresenta uma pintura representando a Sagrada Família, a visita dos Reis Magos e o Cristo Crucificado. É protegida pelo Município como Área de Interesse Histórico.
Localização: Distrito de Ribeirão da Ilha.

Igreja de Nossa Senhora da Conceição da Lagoa:
Construção de 1750, em estilo colonial português. Abriga uma custódia de prata e dois sinos. A Igreja sofreu muitas modificações e reparos ao longo do tempo. Foi tombada pelo Patrimônio Municipal em 1974. Foi recuperada em 1980 e em 1985 foi incluída como Área de Interesse Histórico.
Localização: Junto ao Morro da Lagoa da Conceição, Distrito de Lagoa da Conceição.

Igreja de São Francisco de Paula:
Construção de 1830, com arquitetura açoriana, homenageia ao Santo cuja imagem foi encontrada na Praia de Canasvieiras. 
Localização: Praia de Canasvieiras, 26,5 km, Distrito de Canasvieira.

Igreja de Nossa Senhora da Necessidade:
Construção de 1750, é a mais antiga da Ilha. Situa-se num pequeno morro. 
Localização: Distrito de Santo Antonio de Lisboa.

Capela de São Sebastião do Campeche:
Construção de 1826, com características arquitetônicas simples, abriga o Teatro do Divino, tradição açoriana. Possui os fundos voltados para o mar e várias imagens em sua capela, se destacando uma, de Santa Catarina, doada, em 1922, pelo Arcebispo de Florianópolis. Foi tombada como Patrimônio Histórico, Artístico e Arquitetônico do Município. 
Localização: Distrito de Campeche.







® Copyright 2000-2020 - Brasil Channel - todos os direitos reservados por lei,  proibida a reprodução total ou parcial deste site.
LEI Nº 9.610/98 - DIREITOS AUTORAIS, LEI Nº 9.609/98 PROTEÇÃO DA PROPRIEDADE INTELECTUAL e LEI No 10.695 - Código de Processo Penal