Uma Viagem pelo Brasil na Web

Brasil, 24 de Fevereiro de 2020

Bandeira de Alagoas
Bandeira de Alagoas

» Home
» Brasil
» Regiões
  :: Alagoas
    .: Cultura
    .: Dados Gerais
    .: Culinária
    .: Economia
    .: História
    .: Infra-Estrutura
    .: Quadro Humano
    .: Quadro Natural
    .: Turismo
    .: Sites Estaduais

 
» Capitais
» Municípios


Alagoas (AL)

Cultura

Características:

O Estado possui uma cultura rica e apreciada por todos.
Seu artesanato é um dos mais procurados pela beleza e em alguns Municípios já são formados núcleos de produção. São trabalhos em rendas e bordados, em palha, madeira e cerâmica. A tecelagem é o gênero artesanal mais importante do Estado e tem seu ensinamento transmitido de mãe para filha. Encontra-se o Filé, a renda alagoana, em Maceió e Marechal Deodoro; o Redendê e o Ponto de Cruz, em Porto Real do Colégio, Traipú e São Brás; Boa-noite, em Pão-de-Açúcar e as Rendas de Bilro, em São Sebastião.
A escultura se baseia na imagem de Santos, encontrada em Arapiraca e Penedo, e animais da fauna brasileira, em Boca da Mata, além do artesanato em palha ou cipó encontrado no litoral Sul, em Coruripe, Piaçabuçu e Feliz Deserto.
Na culinária, Alagoas destaca-se por seu sabor e diversidade. Conseguiu manter um equilíbrio entre a comida européia, a africana e a indígena, porém, muito mais variada em função da riqueza das lagoas costeiras. Sua culinária típica se baseia em peixes, camarões e frutos do mar preparados à base de leite de coco. O mais alagoano dos pratos é o Sururu. Sua mais tradicional forma de preparo é o Sururu de Capote, servido na casca. A feijoada, com feijão mulatinho e a feijoada de peru, feita geralmente no dia seguinte da Semana Santa também são típicas. Na região do semi-árido, dá-se maior ênfase às carnes de bode e de carneiro, com a buchada. Tapioca, cuscuz de milho, massa puba, arroz-doce, batata-doce, inhame e macaxeira com carne de sol, beiju, grude de goma, pé-de-moleque, munguzá, canjica e pamonha costumam ser servidos nos cafés da manhã ou da noite. As frutas típicas são: jaca, manga, mangaba, abacaxi, banana, pitanga, sapoti, pinha, graviola, caju, cajá, acerola, entre outras. A maioria, é transformada em sucos, sorvetes e doces.
O folclore alagoano tem suas raízes com origem nos três elementos colonizadores do povo brasileiro, ou seja, o negro, o branco e o índio. As manifestações folclóricas acontecem durante todo o ano, de acordo com o período festivo. Reúne mais de 30 de manifestações. Entre os mais conhecidos destacam-se os de período natalino: Pastoril, Guerreiro, Taieira, Baianas, Reisados, Marujada, Presépio, Cavalhada; das festas religiosas, o Mané do Rosário e Bandos dos Carnavalescos, Cambindas, Negras da Costa, Samba do Matuto, Caboclinhos, Torés de Índio e de Xangô e as danças de São Gonçalo, Coco Alagoano, Rodas de Adulto. A mais importantes manifestações cantadas e dançadas são a Quadrilha, o Coco de Roda e a Banda de Pífano, como também os violeiros e repentistas encontrados nas praias.
Abriga diversas bibliotecas, museus, diversas entidades culturais e igrejas.
As principais festas de Alagoas são no Natal: Reisado, Pastoril, Guerreiros, Cheganças, Quilombos, Caboclinhos, Toré, Marujada, Procissão Marítima de Iemanjá (8 de dezembro) e o Festival do Mar. Nos festejos juninos, as Bandas de Pífanos, Cavalhadas, repentistas e comidas típicas. Em União dos Palmares comemoram-se a Festa do Milho, na segunda quinzena de julho, e o Dia Nacional da Consciência Negra (20 de novembro). Outra festa popular tradicional de destaque é a Peja (marcação do gado). Entre as danças típicas destacam-se o Bate-Coxa e o Coco.






® Copyright 2000-2020 - Brasil Channel - todos os direitos reservados por lei,  proibida a reprodução total ou parcial deste site.
LEI Nº 9.610/98 - DIREITOS AUTORAIS, LEI Nº 9.609/98 PROTEÇÃO DA PROPRIEDADE INTELECTUAL e LEI No 10.695 - Código de Processo Penal