Uma Viagem pelo Brasil na Web

Brasil, 24 de Fevereiro de 2020

Bandeira de Amazonas
Bandeira de Amazonas

» Home
» Brasil
» Regiões
  :: Amazonas
    .: Cultura
    .: Dados Gerais
    .: Culinária
    .: Economia
    .: História
    .: Infra-Estrutura
    .: Quadro Humano
    .: Quadro Natural
    .: Turismo
    .: Sites Estaduais

 
» Capitais
» Municípios


Amazonas (AM)

Quadro Humano

Características:

Em conseqüência das características físicas da Amazônia, onde tudo é verde e cercado de água, aqui é quase impossível construir-se estradas como nas demais regiões do país. As estradas daqui são os enormes rios amazônicos e nas suas margens estão as cidades, grandes e pequenas, as propriedades rurais e as habitações dos ribeirinhos. Existem grandes cidades, mas há também gigantescas áreas completamente desabitadas, e o único aspecto ruim desse fato é o isolamento de localidades e comunidades, muitas delas sem energia elétrica, transporte rápido para os casos de emergência, sem assistência médica e sem educação, quase sempre limitada à alfabetização e ao ensino fundamental. Pelo esforço de outros setores da sociedade e dos governos, inclusive das Forças Armadas, existem barcos que se deslocam ao longo dos rios e de aeronaves que visitam os ribeirinhos para levar assistência médica e social, material de ensino e até assistência jurídica. Existem lanchas-ambulâncias e barcos-hospitais. Destaca-se aqui a atividade dos “regatões”, barcos-armazéns que sobem os rios periodicamente vendendo aos ribeirinhos alimentos não perecíveis, roupas, combustíveis, utensílios e outras coisas, quase sempre cobrando preços abusivos. Na verdade o que ocorre são trocas desses materiais por produtos da atividade do habitante local.

É nesse cenário que se distribui a população do Estado do Amazonas, com 74% vivendo nas cidades e o restante se distribuindo na zona rural, ao longo das centenas de rios, lagos e paranás, configurando-se como uma das mais rarefeitas do País. Grande parte da população da zona rural vive em instalações montadas sobre palafitas, construções típicas, destinadas a resistir às cheias periódicas, mas a maioria habita as chamadas “terras firmes”, que não são alagáveis. Conforme o CENSO 2000, 66,89% dos habitantes são pardos, 24,2% são brancos, 3,1% são pretos, 4,02% são indígenas, 0,33% são amarelos e 1,44% não definiram a cor. Desde o século XIX os nordestinos participaram da formação desse povo, atraídos pelo trabalho no extrativismo vegetal, notadamente da borracha. Fazem parte ainda dessa população, portugueses, espanhóis, sírio-libaneses, outros imigrantes estrangeiros e grupos de japoneses, concentrados, por exemplo, em locais como a Vila Amazônia, um distrito do município de Parintins. Manaus, a capital, concentra a metade da população do Estado, em conseqüência, principalmente, dos atrativos do seu Pólo Industrial e da atividade comercial. Diante desses mesmos atrativos econômicos do Estado do Amazonas muitos dos seus habitantes são oriundos de todas as regiões do Brasil. A taxa de crescimento demográfico do Estado é de 3,3% ao ano, uma das maiores do Brasil e seu IDH é 7,17 (2000).

Texto e informações enviadas por Paulo Roberto do Nascimento Vale - Guarabira/PB - 11/10/2006






® Copyright 2000-2020 - Brasil Channel - todos os direitos reservados por lei,  proibida a reprodução total ou parcial deste site.
LEI Nº 9.610/98 - DIREITOS AUTORAIS, LEI Nº 9.609/98 PROTEÇÃO DA PROPRIEDADE INTELECTUAL e LEI No 10.695 - Código de Processo Penal