Uma Viagem pelo Brasil na Web

Brasil, 17 de Fevereiro de 2020

Bandeira do Mato Grosso do Sul
Bandeira do Mato Grosso do Sul

» Home
» Brasil
» Regiões
  :: Mato Grosso do Sul
    .: Cultura
    .: Dados Gerais
    .: Culinária
    .: Economia
    .: História
    .: Infra-Estrutura
    .: Quadro Humano
    .: Quadro Natural
    .: Turismo
    .: Sites Estaduais

 
» Capitais
» Municípios


Mato Grosso do Sul (MS)

Quadro Natural
Reservas Estaduais

Características:

Seu relevo é caracterizado pelo planalto e planície. As altitudes médias do Estado ficam entre 200 e 600 m.
O planalto na parte leste do Estado é representado pelas Serras da Bodoquena e de Maracaju e não apresenta grandes altitudes (400 a 1.000 m). A planície localiza-se na porção noroeste, junto ao Rio Paraguai, onde forma a planície do Pantanal, cujas altitudes oscilam entre 100 e 200 m, sujeita a inundações periódicas. Em meio a essa planície, surgem maciços isolados e é onde se localiza o Morro Grande, com 1.065,4 m de altura, ponto culminante do Estado, próximo a Corumbá.
Seu clima é tropical e tropical de altitude, com chuvas abundantes no verão e inverno seco.
Seus rios pertencem à Bacia do Paraná, a leste, e a do Paraguai, a oeste, sendo as águas deste, as causadoras das inundações do Pantanal. De novembro a março, o Pantanal vive o período das cheias, as depressões são inundadas, formando extensos lagos, reconhecidos como Baías, de extrema beleza, principalmente se forem alcalinas, apresentando diferentes cores e m suas águas, de acordo com as algas que ali se desenvolvem e criam matizes de verde, amarelo, azul, vermelho ou preto.
A maior parte do Estado apresenta a vegetação de cerrado, os campos recobrem pequena área na região de Campo Grande e a planície é abriga o Pantanal, mistura de cerrados e campos, com predominância da vegetação de campos.
O Pantanal é a mais extensa área úmida contínua do Planeta e um santuário ecológico que abriga a maior diversidade mundial de fauna e flora. Nele vivem aproximadamente 650 espécies de aves, 240 espécies de peixes, 50 de répteis, 80 do mamíferos, além de uma imensa diversidade na flora: palmeiras, orquídeas, fafeno, taboa e centenas de outras espécies.
A flora pantaneira abriga pastagens nativas, plantas apícolas, comestíveis, taníferas e medicinais.
Como exemplo de sua fauna podemos citar a onça-pintada, a anta, a jaguatirica, o gatos-do-mato, macacos-prego e sagüis, o cervo-do-pantanal, o lobo-guará, o tamanduá-bandeira, tamanduá-mirim, lobinho, veado-mateiro e as brincalhonas ariranhas; a impressionante quantidade de espécies de formigas, cupins, aranhas e mosquitos; peixes de escama e de couro, destacando-se a piranha, o pintado, o pacu, o curimbatá e o dourado moluscos, crustáceos e anfíbios como jacarés, cágados, lagartos, camaleões e algumas espécies de cobras - como as enormes sucuris;  aves como cabeças-secas, garças e jaburus, o martim-pescador, os biguás, o pato-do-mato, o colhereiro, o jaçanã, o anu-branco, o pica-pau, entre outras.
No Pantanal encontramos ainda, numerosos lagos, que se interligam ou não por pequenos rios perenes ou periódicos. Nas enchentes ocorre uma interligação entre rios, braços, baías na vazante, a terra enriquecida pelo húmus, se transforma na mais rica fonte de alimentos para suas flora e fauna.
  Topo

Reservas Estaduais:

 
Reserva Área total (ha) Municípios
Ecológica Parque dos Poderes 140 Campo Grande     Topo





® Copyright 2000-2020 - Brasil Channel - todos os direitos reservados por lei,  proibida a reprodução total ou parcial deste site.
LEI Nº 9.610/98 - DIREITOS AUTORAIS, LEI Nº 9.609/98 PROTEÇÃO DA PROPRIEDADE INTELECTUAL e LEI No 10.695 - Código de Processo Penal