Uma Viagem pelo Brasil na Web

Brasil, 16 de Dezembro de 2019

Bandeira de Sergipe
Bandeira de Sergipe

» Home
» Brasil
» Regiões
  :: Sergipe
    .: Cultura
    .: Dados Gerais
    .: Culinária
    .: Economia
    .: História
    .: Infra-Estrutura
    .: Quadro Humano
    .: Quadro Natural
    .: Turismo
    .: Sites Estaduais

 
» Capitais
» Municípios


Sergipe (SE)

Cultura

Características:

O Estado apresenta diversas instituições culturais, como Instituto Histórico e Geográfico de Sergipe, a Sociedade de Cultura Artística de Sergipe e a Academia Sergipana de Letras; diversos museus como o do Instituto Histórico e Geográfico, o de Arte e Tradição e do Convento de São Francisco, em São Cristóvão, um dos mais ricos museus de arte sacra do Brasil; diversas bibliotecas, destacando-se a Biblioteca Pública do Estado de Sergipe, a da Universidade Federal de Sergipe, fundada em 1967, e a do Instituto Histórico e Geográfico; e diversos monumentos tombados pelo Patrimônio Histórico.
As principais festas religiosas de Sergipe são: a Procissão do Bom Jesus dos Navegantes, procissão fluvial que percorre o estuário do Rio Sergipe, em 1º de janeiro; os festejos de Natal, de 25 de dezembro a 6 de janeiro, em que se destaca o Carrossel do Tobias, um boneco preto que toca um grande realejo; e a de Nossa Senhora da Conceição, em 8 de dezembro, todas em Aracajú. No interior, as principais festas populares são a do Senhor do Bonfim, em Estância, que dura três dias; a de Nossa Senhora da Piedade, em Lagarto, em 8 de setembro; e a dos Passos, em São Cristóvão, na Quaresma.
O folclore espalha-se pelo Estado destacando-se a Taieira, em Japaratuba e Laranjeiras; o Reisado; o Guerreiro, em Propriá, Riachuelo, Pacatuba e Aracaju; Bacamarteiros; Lambe-Sujo; Caboclinhos; o Cacumbi, em Laranjeiras; e Parafusos, em Lagarto.
As expressões folclóricas mais populares são o Carnaval, as Festas Juninas, a Corrida de Jegues em Itabi, no mês de setembro e o Encontro Cultural de Laranjeiras, realizado anualmente.
O artesanato do Estado é um dos mais expressivos do País. São peças cuidadosamente trabalhadas em couro, cerâmica, sisal, renda e bordado. No Sertão concentra-se a produção das peças trabalhadas em couro e sisal. A renda, em Tobias Barreto, Nossa Senhora da Glória, Propriá, Santana do São Francisco, Divina Pastora e Cedro de São João. O bordado em Propriá e Tobias Barreto. A cerâmica é o carro-chefe da economia do Município de Santana do São Francisco.
A culinária típica sergipana tem como prato principal a buchada, feita de sangue e miúdos de carneiro, além dos frutos do mar, carne do sol e milho, indispensável durante os festejos juninos como canjica e pamonhas, mas também no prato diário na mesa dos sergipanos na forma de bolinhos e cuscuz. Um dos acompanhamentos mais tradicionais é o caldo de feijão, peixe, sururu ou ostra. Há doces a base de frutas locais, como o jenipapo. No interior, é famosa a paçoca, prato de carne desfiada com farinha de mandioca. As bebidas à base de frutas, como as batidas de maracujá, coco e pitanga e os licores de jenipapo, graviola e pitanga são os mais comuns.






® Copyright 2000-2017 - Brasil Channel - todos os direitos reservados por lei,  proibida a reprodução total ou parcial deste site.
LEI Nº 9.610/98 - DIREITOS AUTORAIS, LEI Nº 9.609/98 PROTEÇÃO DA PROPRIEDADE INTELECTUAL e LEI No 10.695 - Código de Processo Penal